Rua Pedro Jaccobucci, 400 . São Bernado do Campo - SP (011) 4330-6166 administracao@apmsbc.org.br

História

As reuniões para concretizar a fundação da então Sociedade Médica de São Bernardo do Campo iniciaram-se em abril de 1958, pela iniciativa dos médicos Enzo Ferrari, Eduardo Ferrari Netto, Eugênio Takeshita, Manuel Luis Alves, Hugo Heigten, Gabriel Nicolau, Paulo Meloni, Humberto Porrino, Benedicto M. Baptista da Luz, Attilio Santucci, Ramiro Stelmak culminando na constituição final acontecendo 25 de novembro de 1958. A finalidade era manter os médicos da cidade unidos e amigos formando uma classe médica atuante em todos os setores da sociedade, bem como manterem-se reciclados através de cursos e conferências. A Sociedade Médica teve participação ativa na vida social da cidade, auxiliando e agindo nos problemas médicos, tais como epidemias do tipo gripe asiática, meningite, etc.

A primeira Diretoria tinha a seguinte composição:

- Presidente: Enzo Ferrari

- Secretário: Hugo Heitgen

- Tesoureiro: Manuel Luis Alves

- Comissão Científica – Eduardo Ferrari Netto e Fausto Ribeiro de Carvalho

- Comissão de Defesa de Classe: Attilio Santucci e Eugenio Takeshita

Nos primeiros anos, a Sociedade Médica funcionou na Rua Marechal Deodoro na sede da Associação Comercial de São Bernardo do Campo, cedida graciosamente. Com a inauguração do Hospital São Bernardo a sede passou para as dependências do mesmo, que possuía anfiteatro onde eram realizadas as reuniões. Algum tempo depois, a sede passou para o Hospital Príncipe Humberto, por alguns anos, de onde saiu para prédios alugados na Rua Tereza Cristina e posteriormente na Rua Marmará. Desde 2002 ocupa prédio próprio na Rua Pedro Jacobucci, nº 400.

Desde 1995 passou a denominar-se Associação Paulista de Medicina – Regional de São Bernardo do Campo e Diadema, tendo como finalidades:

a) Congregar os médicos da região de São Bernardo do Campo e Diadema com o objetivo de promover o aperfeiçoamento da cultura médico-científica; a união e defesa da classe, proteção e auxílios mútuos, dentro da boa ética médica;

b) Orientar o público na procura de melhor assistência médica e médico –sanitária;

c) Contribuir para a solução dos problemas médico-sociais e sanitários;

d) Lutar diuturnamente pelo cumprimento dos preceitos deontológicos da categoria médica;

e) Promover o desenvolvimento científico e técnico da medicina e o aperfeiçoamento da formação do médico;

f) Promover o aprimoramento cultural da categoria;

g) Promover o convívio social de seus membros;

h) Prestigiar e apoiar todas as iniciativas da Associação Paulista de Medicina, visando estabelecer as condições previstas nos itens acima em todo o Estado de São Paulo.

voltar