Rua Pedro Jaccobucci, 400 . São Bernardo do Campo - SP (011) 4330-6166 (011) 96301-1337 administracao@apmsbc.org.br

Melhoria dos honorários: Comissão Estadual negocia com Petrobrás

Na última quarta-feira, 18 de setembro, a Comissão Estadual de Negociação – grupo que defende os interesses dos médicos na saúde suplementar – voltou às atividades, reunindo-se na sede da Associação Paulista de Medicina (APM) com representantes da Petrobrás.

Terça, 24 de setembro de 2019


Na última quarta-feira, 18 de setembro, a Comissão Estadual de Negociação – grupo que defende os interesses dos médicos na saúde suplementar – voltou às atividades, reunindo-se na sede da Associação Paulista de Medicina (APM) com representantes da Petrobrás.

Participaram do encontro pela companhia: Maria Tereza Cahali Martinho, Luciana Bullerjhann Fiorio e Josiane Fernandes. Pelo lado dos médicos, estiveram o diretor de Defesa Profissional da APM, Marun David Cury, e o assessor médico da Diretoria da Associação, Marcos Pimenta.

As reuniões com as companhias servem para que a Comissão apresente as demandas dos profissionais de Medicina – definidas em assembleia no início do ano. Após a discussão dos pontos estabelecidos na pauta, é solicitado às empresas que estudem a viabilização dos itens e tragam as suas propostas de reajustes.

A pauta deste ano requisita um reajuste de honorários de 14,07% - englobando a variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), entre janeiro de 2018 e janeiro de 2019, e 10% de recomposição de valores historicamente perdidos.

O segundo item pede que as operadoras levem ao debate dos médicos toda e qualquer sugestão de alteração dos critérios de remuneração que sejam distintos do fee for service. Além disso, a pauta solicita que, a partir do momento da negociação entre operadora e APM, haja um compromisso de não descredenciamento de profissionais pelo período de 12 meses.

A Comissão Estadual de Negociação é formada pela APM e suas Regionais, com apoio da Academia de Medicina de São Paulo e das sociedades de especialidades paulistas e brasileiras com sede em São Paulo. Neste ano, o grupo começou as reuniões em maio, já tendo conversado com diversas operadoras.

Por: APM

 

Voltar