Rua Pedro Jaccobucci, 400 . São Bernardo do Campo - SP (011) 4330-6166 (011) 96301-1337 administracao@apmsbc.org.br

Honorários: novas rodadas de negociação

Nos últimos dias 8 e 10 de setembro, a Comissão Estadual de Negociação com os planos de saúde realizou reuniões com representantes das empresas Cassi e Omint.

Terça, 15 de setembro de 2020


Nos últimos dias 8 e 10 de setembro, a Comissão Estadual de Negociação com os planos de saúde realizou reuniões com representantes das empresas Cassi e Omint. O encontro serviu para que fossem apresentadas as principais demandas da categoria na Saúde Suplementar – cujo item principal é a solicitação de reajuste de 13,5% nos procedimentos.

Representaram os médicos o diretor de Defesa Profissional da Associação Paulista de Medicina, Marun David Cury, o diretor de Tecnologia da Informação da APM, Antônio Carlos Endrigo, e o assessor médico da diretoria da APM, Marcos Pimenta.

Pelas empresas, estiveram nas reuniões: Júnior Pereira, gerente de Divisão de Relacionamento, e Rafael Latini Moreira, gerente de Divisão, representando a Cassi. Pela Omint, participou o diretor médico Marcos Roberto Loreto.

Há duas semanas, a Comissão tem mantido encontros virtuais com as principais empresas do setor. Já se reuniram com os médicos: Bradesco Saúde, SulAmérica Saúde, Saúde Caixa, Notredame/Intermédica, Gama, Care Plus e Porto Seguro.

Pauta 2020

Neste ano, a pauta dos médicos do estado de São Paulo tem como primeiro item o reajuste de procedimentos em 13,5% – cifra que representa a inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acrescida de 10% de recomposição de perdas histórias.

A Comissão também pede: adoção dos critérios de hierarquização de procedimentos previstos na CBHPM como fórmula de cálculo de remuneração; não descredenciamento imotivado de prestadores por 12 meses; e discussão prévia com prestadores e entidades representativas acerca de formas diferenciadas de remuneração que não sejam o fee for service.

O grupo é formado pela Associação Paulista de Medicina e suas Regionais, com o apoio da Academia de Medicina de São Paulo e das sociedades de especialidades paulistas e nacionais com sede em São Paulo. Ao início de cada ano, é realizada uma Assembleia com representantes das entidades para definir a lista de reivindicações.

Por: APM

 

Voltar