Rua Pedro Jaccobucci, 400 . São Bernardo do Campo - SP (011) 4330-6166 (011) 96301-1337 administracao@apmsbc.org.br

Sociedade Brasileira de Pneumologia reforça necessidade de uso de máscaras

Informações sobre a importância de serem mantidas as medidas sanitárias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS)

Segunda, 01 de março de 2021


Desde janeiro, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT) mantém a campanha “Uso máscara por você”, que tem o completo apoio da Associação Paulista de Medicina (APM). Em série de vídeos publicados nos canais da instituição, são disseminadas informações sobre a importância de serem mantidas as medidas sanitárias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), mesmo entre os indivíduos que já contraíram Covid-19 ou foram vacinados.

Além disso, a SBPT busca alertar sobre o aumento dos casos nas últimas semanas e reforçar a eficácia e, portanto, a importância de utilização de máscaras, bem como a necessidade de manter a boa higienização das mãos e o distanciamento social para evitar uma sobrecarga maior dos hospitais, falta de suprimentos, colapso do sistema de saúde e suas consequências. Neste dia 28, inclusive, lançou um manifesto sobre o assunto, assinado por dezenas de entidades médicas.

Segundo a última atualização do Ministério da Saúde, de 25 de fevereiro, o Brasil acumula 251.498 óbitos e 10.390.461 casos de Covid-19. No início da semana, o estado de São Paulo registrava 6.410 pessoas internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) – número mais alto desde a chegada da pandemia ao País. Ao menos 12 governadores indicaram que a situação é de alerta.

Jaquelina Sonoe Ota Arakaki, diretora de Assuntos Científicos da SBPT, faz um apelo: “Eu uso máscaras, porque ontem [25] nós atingimos a marca de mais de 250 mil mortos por Covid-19 no Brasil. Eu continuo usando máscaras porque ontem mais de 1.500 pessoas, com suas paixões, com suas histórias e com suas famílias, morreram em um único dia por Covid-19 no Brasil”.

“Eu continuo usando máscaras porque os hospitais, seja da rede pública ou da privada, estão lotados. Não tem vaga para quem tem Covid-19 e para quem não tem. Eu recomendo o uso de máscaras, porque salva vidas. A não recomendação ao uso de máscaras é um crime. Faça a sua parte também. Use e recomende o uso.”

Campanha

A iniciativa da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia foi lançada em 18 de janeiro. Àquela altura, o Brasil tinha pouco mais de 200 mil mortos. Irma de Godoy, presidente da entidade, manifestou profundo pesar pelas vítimas e afirmou que a SBPT entende que muitos dos óbitos poderiam ter sido evitados se a segurança coletiva fosse considerada obrigação de cada um de nós e da sociedade como um todo.

Segundo a SBPT, há evidências de que os pacientes com Covid-19 têm maior quantidade de vírus ativos no nariz e na garganta nos primeiros cinco dias de sintomas, transmitindo-o principalmente enquanto falam, tossem ou espirram. Só depois de infectar essas células da mucosa das vias aéreas superiores, o Sars-CoV-2 afeta outras partes do corpo.

A entidade também indica que não faltam estudos que comprovem a eficácia do uso de máscaras como barreira que impede o contato com as pequenas gotículas do nariz e da boca (aerossóis) de uma pessoa infectada. Assim, é possível evitar a transmissão do vírus e as consequências imponderáveis da doença para cada indivíduo.

“Mesmo com a aprovação da vacina e o início da vacinação, o uso de máscara e o distanciamento social devem continuar por tempo indeterminado, até que haja uma considerável diminuição de novos casos e mortes por Covid-19 na maioria dos estados brasileiros”, afirma Irma de Godoy.

Por: APM

 

Voltar